HISTÓRIA E GASTRONOMIA BRASILEIRA – ESPÍRITO SANTO

Scroll down to content

O Espirito Santo possui 34 ilhas em seu entorno, num total de mais de 93 mil metros quadrados, mas já foram 50 ilhas, que hoje fazem parte da ilha principal Vitória, com suas praias não tão extensas, sendo a maior de 6 km de extensão a de Camburi, urbanizada e muito frequentada por turistas.

Com um patrimônio histórico cultural muito rico, possui uma arquitetura inspirada em Milão na Itália, com um estilo neo renascentista italiano, alem de museus em prédios históricos.

A Praia do Canto se destaca na vida noturna, com mais de 40 bares e algumas boates alem das atrações culturais.

A panela de barro é a representação do artesanato e cultura capixaba, de origem indígena, é uma tradição passada de mãe para filhas a pelo menos 400 anos e inclusive e tombada pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Uma gastronomia produto de muitas influencias, locais, indígenas, portugueses, africanos e imigrantes europeus, com tradição pesqueira e herança da cultura indígena e negra influenciam profundamente a cozinha capixaba.

Com dificuldade de encontrar alguns ingredientes as receitas foram modificadas, ganhando um sabor bem brasileiro.

 A torta capixaba, apesar do nome sugestivo, é, na verdade, uma fritada de frutos do mar. Camarão, siri desfiado, sururu, ostra, bacalhau e palmito compõem sua receita.

Torta Capixaba

Ingredientes:

 · ½ kg de palmito natural previamente cozido, ou 2 vidros (moquequinha)

· 1 kg de bacalhau desalgado e desfiado (moquequinha)

· 500 g de siri desfiado e cozido (moquequinha)

· 500 g de caranguejo desfiado e cozido (moquequinha)

· 500 g de camarão cozido (moquequinha)

· 15 ovos, sendo: 12 para o preparo da torta e 3 cozidos para decoração do prato

· 3 tomates picadinhos

· 3 cebolas picadinhas

· 10 dentes de alho picadinhos

· 4 maços de coentro picadinhos

· 3 maços de cebolinha picadinha

· Aproximadamente 15 colheres de sopa de azeite extra-virgem (você usará cerca de 3 colheres para cada moqueca que fará) e regará um pouco no final do preparo do prato

· 250 g de sururu cozido (opcional)

· 500 g de badejo ou outro peixe desfiado e cozido (moquequinha)

· Sal e pimenta a gosto

Modo Preparo:

 · Você as fará uma a uma separadamente e só depois irá misturá-las

· Em uma panela coloque um pouco de azeite para dourar uns 2 dentes de alho, amassados e 1 cebola picadinha, acrescentar 1 tomate picadinho e deixar quase desmanchar

· Coloque então coentro e cebolinha bem picadinho, sal e pimenta a gosto

· Colocar então o tipo de fruto do mar que quer preparar e deixar ferver até cozinhar

· Reserve – Faça isso para cada tipo de moqueca e reserve-as – Nota: também deve proceder assim para fazer a moquequinha de palmito, pois, quando for fazer a torta capixaba, deve fazer as moquecas dos frutos do mar e palmito separadamente

· Essas moquecas não devem ter caldo para a que a torta não fique molhada

· Depois das moquecas prontas é que você vai misturar tudo (todas as moquecas dos frutos do mar e a de palmito), mexendo sempre para ela dar uma secadinha e para todos os ingrediente se misturem em uma mistura homogênea

· Depois bata umas 6 claras em neve, adicione as gemas e misture na torta para dar liga, com ela ainda no fogo

· Quando ela estiver sequinha, coloque num tabuleiro untado com azeite, decore com rodelas de ovos, azeitonas e rodelas de cebola (opcional)

· Bata mais 6 claras em neve, coloque então as gemas e espalhe, cubra toda torta capixaba

· Leve ao forno médio até que essa cobertura fique douradinha

· Sirva com arroz branco, salada de verduras e um bom vinho tinto

O muxá, também chamado de lelê, é um tipo de doce feito com milho, mais especificamente a canjiquinha do milho. Tem o aspecto de um bolo granuloso e úmido, e possui um gosto muito semelhante a um cuscuz de tapioca, principalmente por conta do coco usado na receita.

Muxá ou Lelê

Ingredientes:

 · 500g de canjiquinha

· 1/2 litro de leite de coco (coloquei 2 vidrinhos)

· 1/2 litro de leite

· 1 xícara (de chá) de coco ralado

· 1 ½ xícara de açúcar

· Cravos

· 1 pitada de sal

 Modo Preparo:

· Deixei a canjiquinha de molho em água por uma hora (o melhor é deixar de um dia para o outro). Depois lave bem em água corrente (use uma peneira).

· Coloque a canjiquinha na panela de pressão com os cravos e coloque água até ficar uns dois dedos acima da canjiquinha. Tampe e leve ao fogo.

· Quando a panela começar a fazer barulho, baixe o fogo e conte uns 20 a 30 minutos e desligue. Tire a pressão da panela, abra e coloque o leite, o leite de coco,o sal, o açúcar e o coco ralado.

· Misture bem e volte para o fogo.

· Quando começar a ferver, baixe o fogo e vá mexendo até engrossar e o líquido ser absorvido.

· Despeje em uma forma molhada, espere esfriar bem.

· Depois corte em quadradinhos.

 

Fontes:
http://www.visiteobrasil.com.br
http://www.guiadoturismobrasil.com
http://www.descubraoespiritosanto.es.gov.br
http://www.tudogostoso.com.br
http://www.aquinacozinha.com

 

Acompanhe nossas Midias Sociais

      

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: