HISTÓRIA E GASTRONOMIA BRASILEIRA – PARANÁ

Scroll down to content

Os seus primeiros habitantes foram os tupis-guaranis, caigangues e xoclengues, que ali já estavam quando os colonizadores espanhóis, em sua grande parte religiosos da Companhia de Jesus, resultado de ocupação de imigrantes de vários países, teve maior influencia dos europeus, com mais destaque para os poloneses e ucranianos, que mais do que costumes trouxeram com eles as tradições gastronômicas de seus países, que influenciaram, e muito, a tradição alimentar da região, sobretudo com a carne como item principal.

Principal prato regional, o Barreado, alem de delicioso, é disputado por sua posse e origem pelas cidades de Morretes, Antonina e Paranaguá, mas a verdade e uma só, a viagem a Morretes partindo de Curitiba de trem pela serra é algo sensacional como experiencia e de um visual incrível, na chegada a cidade você pode aproveitar o dia no comercio local, comer um Barreado, comprar lembranças e voltar tranquilamente de trem pela serra aproveitando toda a natureza e sua beleza.

Vamos conferir então como fazer essa belezura.

Barreado

Ingredientes (Para 10 pessoas)

  • 5 Kg de carne fresca (peito, coxão mole, patinho)
  • 500 gramas de toucinho fresco
  • 5 tomates sem pele
  • 3 cabeças grandes de cebola
  • 3 dentes de alho
  • 4 folhas de louro
  • 6 pitadas de cominho
  • 6 pitadas de pimenta do reino
  • 4 maços de cheiro-verde
  • 1 maço de alfavaca
  • 1/2 litro de vinagre
  • Sal a gosto

Modo de Preparo:

  • Começa-se o corte. e a limpeza das carnes de véspera.
  • As carnes e o toucinho devem ser cortados em pedaços pequenos, adicionando-se todos os temperos cortados.
  • Leva-se tudo à uma vasilha que não seja de alumínio.
  • Deixa-se repousar até o dia do preparo.
  • Forra-se a panela com o toucinho e leva-se ao fogo para derreter.
  • Depois põe-se as carnes temperadas, tampa-se a panela com uma folha de bananeira previamente sapecada na chapa para amolecer, amarra-se com um barbante grosso nas bordas.
  • Coloca-se a tampa e barrea-se com uma mistura de cinza de fogão, farinha de mandioca e água fervendo, para dar a liga.
  • Depois de bem vedada, leva-se ao fogo forte nas primeiras horas, passando-se para um fogo mais brando depois.
  • O fogão tem que ser a lenha.
  • O tempo de cozimento é de 12 horas.
  • Quando a folha de bananeira estiver bem escura, está pronto.
  • Serve-se com farinha de mandioca, banana, laranja e arroz.
  • Acompanha uma bebida alcoólica (batida ou pinga).

A Festa do Leitão Maturado é umas das maiores festas gastronômicas do estado, com o prato principal tema da festa, a carne suína maturada e assada em grelhas na brasa.

Leitão Maturado

Ingredientes:

  • leitão “tipo carne” (leitão light), com peso bruto (vivo) nunca superior a 40 quilos, sal, pimenta do reino, noz-moscada ralada, açúcar e sal cura (nitrito de sódio)
  • Receita para temperar 10 quilos de carne
  • 180 gramas de sal refinado (1,8%)
  • 10 gramas de sal cura (0,1%)
  • 01 colher (chá) rasa de açúcar
  • 01 colher (chá) rasa de noz-moscada
  • Pimenta do reino a gosto

Modo de Preparo:

  • Limpar o leitão, retirar cabeça e os pés e desossar.
  • Pode ser inteiro ou em partes, trabalhando a carne que fique com espessura igual em mantas.
  • É necessário que o animal seja o tipo “ligth” porque esse tipo de suíno possui pouquíssima gordura e com isso a carne pode ser assada com a pele, dando melhor aparência, além de que a pele é bastante apreciada.
  • Desossado o leitão, aplica-se manualmente o tempero a seco, de maneira uniforma e em ambos os lados.
  • Depois de temperado, acondicionar a carne em bandejas plásticas apropriadas para guardar alimentos, e levar a conservação em geladeira por um prazo de 3 a 4 dias.
  • Durante o período virar a carne duas vezes por dia, passando a parte de cima para baixo.
  • Não se deve jogar o caldo que vai se formar no fundo da vasilha e sim retirá-lo ao virar a carne e com ele regá-lo novamente.
  • Após os quatro dias de maturação, assar em churrasqueira com fogo brando e servir.
    Servir com Arroz Branco, Creme de Milho, Farofa, Salada de repolho com abacaxi, Salada de vagem e cenoura

 

Acompanhe nossas Midias Sociais

      

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: