Guiné Equatorial – História, Gastronomia e Cultura

Scroll down to content

O português é a única língua oficial da Guiné-Bissau, que é a língua usada pelo governo desde que era uma colônia portuguesa, é membro titular da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), possui um património cultural muito rico e diversificado. Esta cultura difere de raça para raça, variando de diferenças de idioma, dança, expressão artística, profissionalismo, tradições musicais a expressões culturais. A nação animada é caracterizada por suas danças coloridas. Essas maravilhosas expressões culturais podem ser observadas todos os dias durante as colheitas, casamentos, funerais e cerimônias.

A culinária da Guiné Equatorial é uma mistura das tribos indígenas da região, da culinária da Espanha (a pátria colonial) e dos países islâmicos (como o Marrocos). A sua gastronomia é uma fusão de vários tipos de carnes, incluindo caça e caça e também importados. Peixe e frango são pratos comuns, o pimentão e outras especiarias são muito populares. Os principais ingredientes da culinária equatoriana vêm da flora e fauna locais, incluindo banana, batata doce, pão de frutas, inhame, cacau em pó (conhecido localmente como Malanga), amendoim e caracóis. Caracterizada pela forte influência da gastronomia africana. Vamos então conferir um prato bem tradicional dessa gastronomia?

Cafriela de Frango

Ingredientes:

  • 1 Frango
  • 2 Cebolas
  • 6 Dentes de alho
  • 2 Folhas de louro
  • Sumo de limão
  • Sal q.b.
  • Piripiri q.b.
  • Azeite

Modo de Preparo

  • Num tacho, cobrir o fundo de azeite, colocar as cebolas e os alhos cortados às rodelas e refogar em lume brando.
  • Juntar duas folhas de louro e mexer sempre para não queimar.
  • Juntar o frango, temperado de véspera em vinha d’alho, sal e piripiri, cortado e sem pele.
  • À parte, esprema o sumo de 5 limões
  • Tapar o tacho e deixar estufar em lume brando, mexendo sempre, até o frango perder a cor de cru.
  • Grelhar o frango. 
  • À medida que se forem grelhando as peças, colocá-las de novo no tacho onde estufaram, com o molho largado pelo frango.
  • Por fim, levar de novo ao lume, no mesmo tacho, regando com o sumo de limão. Deixar levantar fervura e servir, acompanhado com arroz de louro e batata frita.

Fontes:

https://www.publico.pt/

http://karaekoroa.blogspot.com/

https://pt.wikipedia.org/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: