Estilo de Vinhos – Tintos Médios

Scroll down to content

Os tintos médios são conhecidos como vinhos gastronômicos, porque tem uma capacidade de harmonização com uma grande variedade de produções, o que o torna extremamente versátil, principalmente pela combinação de aromas de frutas vermelhas que o caracteriza na maioria das vezes.

Em seu processo de produção as uvas tintas são colhidas, separadas das folhas, desengaçada dos cachos, com o mosto fermentado em recipientes apropriados, seu liquido é separado das sementes, caules e cascas, para serem levemente prensados, amadurecido em barricas ou tanques, para que as bactérias maloláticas convertam o acido málico em láctico, tornando ele mais leve, para serem clarificados e engarrafados para venda após um período de envelhecimento.

Para os Tintos de Médio corpo temos as seguintes uvas, classificações e métodos:

  • Barbera, com aromas dominantes de Ginja, Alcaçuz, Amora Silvestre, Ervas Secas e Alcatrão, para ser consumido fresco, com guarda de até 5 anos, na faixa de preço entre R$60 e R$100,
  • Cabernet Franc, com aromas dominantes de Morango, Pimentão assado, Ameixa, Cascalho triturado e Pimenta Chili, deve ser consumido fresco, com guarda de até 5 anos, na faixa de preço entre R$100 e R$170,
  • Carignan, com aromas de Cranberry seca, Framboesa, Alcaçuz, Especiarias e Carne curada, deve ser consumido fresco, com guarda de até 5 anos, na faixa de preço entre R$100 e R$170,
  • Carmenere, com aromas de Framboesa, Pimentão, Ameixa preta, Amora Silvestre e Baunilha, para ser consumido fresco, com guarda de até 2 anos, na faixa de preço entre R$60 e R$100,
  • Grenache, com aromas dominantes de Morango seco, Ameixa grelhada, Toranja vermelha, Couro e Alcaçuz, deve ser consumido fresco, com guarda de até 5 anos, na faixa de preço entre R$100 e R$170,
  • Mencia, com aromas de Ginja, Romã, Amora silvestre, Alcaçuz e Cascalho triturado, deve ser consumido em temperatura de adega, com guarda de até 10 anos, na faixa de preço entre R$100 e R$170,
  • Merlot, com aromas dominantes de Framboesa, Cereja negra, Frutas cristalizadas com açúcar, Chocolate e Cedro, para ser consumido fresco, com guarda de até 2 anos, na faixa de preço entre R$60 e R$100,
  • Montepulciano, com aromas dominantes de Ameixa, Orégano, Ginja, Boysenberry e Alcatrão, deve ser consumido fresco, com guarda de até 5 anos, na faixa de preço entre R$60 e R$100,
  • Negroamaro, com aromas dominantes de Cereja negra, Ameixa preta, Amora silvestre, Ameixa seca e Ervas secas, para ser consumido fresco, com guarda de até 5 anos, na faixa de preço entre R$60 e R$100,
  • Rhone, com aromas dominantes de Framboesa, Amora silvestre, Ervas secas, Especiarias e Lavanda, deve ser consumido em temperatura de adega, com guarda de até 10 anos, na faixa de preço entre R$100 e R$170,
  • Sangiovese, com aromas dominantes de Groselha, Tomate assado, Framboesa, Pot Pourri e vaso de barro, deve ser consumido em temperatura de adega, com guarda de até 5 anos, na faixa de preço entre R$100 e R$170,
  • Valpolicella, com aromas dominantes de Ginja, Canela, Pimenta verde, Alfarroba e Amêndoa verde, deve ser consumido em temperatura de adega, com guarda de até 5 anos, na faixa de preço entre R$60 e R$100,
  • Zinfadel, com aromas dominantes de Amora silvestre, Morango, Pêssego em conserva, Cinco perfumes chineses e Sweet Tobacco, para ser consumido fresco, com guarda de até 5 anos, na faixa de preço entre R$60 e R$100.

Bem por hoje ficamos por aqui, semana que vem tem mais, informação para enriquecer seu caminho nessa deliciosa jornada, falaremos dos Vinhos Tintos Encorpados, até lá.

Mas lembre-se, sempre considere as regras, mas elas têm que atender essencialmente ao seu “gosto”, então não vire o chato do manual ao consumir ou participar de uma degustação, pode ser que o meu “melhor” vinho não agrade o seu paladar e isso não e crime, seja simpático e não critico, é comum acontecer que os gostos não combinem ok? Não precisa brigar por conta de nisso, alegria, felicidade e acima de tudo muita paz!

Santé!!!

O Guia Essencial do Vinho, Madeline Puckette e Justin Hammack, Editora Intrínseca

Associação Brasileira de Enologia – https://www.enologia.org.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: